image1 image1 image1

Dinheiro anticapitalista

Por Matheus Dornelles Pandolfo

O dinheiro é um meio utilizado na troca de bens, com ele pode-se comprar água, comida, roupas, educação, bicicletas, carros, iates, aviões, ouro, diamantes, entre tantas outras coisas. Sua existência é uma das bases do capitalismo, mas para alguns grupos ele é justamente o meio de divulgação de idéias anti-sistema.

Desde o final de 2014 dois jovens com 22 e 26 anos - um homem e uma mulher, que não quiseram se identificar - inspirados pelas mensagens religiosas encontradas nas cédulas de real, decidiram divulgar mensagens anarquistas através delas. “Fazemos isso porque queremos transmitir uma mensagem anarquista no dia a dia das pessoas. As cédulas são meios que permitem isso. Com tamanho bombardeio midiático sobre as pessoas, uma mensagem que destoe do resto pode fazer a diferença. Ainda que apenas uma pessoa mude, vale a pena”, afirmaram em entrevista concedida pela internet.

O grupo além de fazer as intervenções nas cédulas divulga o trabalho através da página Cédula Anarquista.  As mensagens escritas são frases de anarquistas conhecidos como Mikhail Bakunin ou criadas pelos próprios jovens, algumas vezes inspirados por referências encontradas na própria internet. Entretanto o grupo ressalta que não segue uma linha anarquista específica. “Nós utilizamos inclusive de muitas autoras que não são declaradamente anarquistas, mas que em suas obras e vidas se encaixam nos princípios que havíamos evocado anteriormente”, afirmam. Existe ainda a preocupação de adaptar as citações dos autores para o nosso tempo, utilizando uma linguagem mais inclusiva. 

O grupo também aceita colaborações de usuários da rede social, desde que sigam os princípios de horizontalidade, apoio mútuo, autonomia, liberdade, feminismo - atualmente esse processo representa mais da metade do conteúdo publicado. O sucesso no Facebook é grande com mais de 29 mil curtidas. “Nosso crescimento inicial foi muito acelerado, demonstrando que faltava até então uma página que abordasse o anarquismo juntamente com as questões feministas e com críticas ao modelo de sociedade urbana/industrial”, refletem.
 
O grupo argumenta que a utilização de cédulas como uma mídia alternativa é uma maneira eficiente de divulgação e que não oferece um ônus para a natureza. “Elas estão circulando em todos os lugares. As pessoas não rejeitam uma cédula escrita como rejeitam um panfleto, tão pouco jogam fora na primeira lixeira que veem pela frente. Também é algo que não nos custa mais do que tinta de caneta e o tempo para elaborar as frases e escrevê-las”, analisam.

Outro grupo também utiliza cédulas para divulgar mensagens, o Cédulativa. Com integrantes mais jovens entre 17 e 20 anos o grupo não tem um viés anarquista tão forte, mas mantém uma visão crítica da sociedade atual. “Geralmente as mensagens são de cantores de Rap/Hip Hop vemos em nossas cédulas muita coisa do Sabotage, Criolo, Racionais, Marcelo D2, Inquérito, Black Alien, B Negão, entre outros”, afirma o grupo ressaltando a valorização de autores brasileiros.

O grupo aponta que o objetivo do trabalho é contribuir para a reflexão e a mudança da sociedade. “A importância de realizar esse trabalho é levar uma mensagem á pessoas de todos os lugares, seja uma mensagem de indignação em relação ao governo, ou até mesmo mensagens contra o machismo e aos vários tipos de preconceitos. Acreditamos que essas curtas mensagens, possam mudar algo,seja o pensamento de alguém, ou até mesmo um dia mudar o sistema opressor”, afirmam. 
 
Apesar de não ser uma das referência do grupo, o trabalho lembra o “ Inserções em Circuitos Ideológicos” do artista plástico brasileiro Cildo Meirelles. Nas obras através da utilização de garrafas de Coca-Cola e notas de cruzeiro divulgava mensagens como  “Quem matou Herzog?” e “Yankees Go Home”, isso na década de 70 em plena Ditadura Militar.

Nota por nota, troca por troca, a indignação contra o sistema é passada de mão em mão. Na tentativa - utópica, talvez - de que as coisas mudem.

joomla templatesfree joomla templatestemplate joomla

Blue Flower

2019  Lado B   globbers joomla template